Lazaretto: O grande desafio de Jack White.

Um dos maiores defensores do vinil, Jack White, superou até mesmo seus rigorosos padrões com o marcante LP Lazaretto, lançado em CD e vinil em junho de 2014. Era o segundo álbum solo de estúdio do líder dos White Stripes em seu selo Third Man.

Embora Lazaretto também estivesse disponível em CD e por Download, foi no formato vinil que White apostou. A edição Ultra LP do lançamento, em vinil 180 g, trazia alguns artifícios técnicos audaciosos: duas faixas estavam escondidas no centro do vinil, onde vai a etiqueta, uma de cada lado do disco, uma tocando em 78 rpm, e a outra em 45, o que fazia dele um álbum em três velocidades: o lado A do LP tocava de dentro pra fora,; a tecnologia dual-groove permitia tocar uma introdução acústica e outra elétrica na faixa “Just One Drink”,conforme o lugar em que a agulha fosse colocada, e os sulcos se encontravam depois da introdução; os dois lados terminavam em sulcos contínuos bloqueados; o lado B foi prensado com acabamento opaco, ficando com a aparência de um 78 rpm virgem; e uma área morta do lado A trazia um holograma gravado à mão que surgia na superfície do disco quando ele era tocado.

Na faixa de abertura, “Three Women”, White lembrou “Three Women Blues” (1928), do lendário bluesman da Geórgia Blind Willie McTell, a quem ele deu parceria nos créditos. A influência do blues está em toda parte, do instrumental rude de “High Ball Stepper” ao fogoso bandolim e rabeca de “Would You Fight for My Love?”, pela angústia adolescente de “Alone in My Home”.

O álbum foi aclamado em todo o mundo e teve grande sucesso comercial. Estreou já no primeiro lugar das paradas da Billboard vendendo cerca de 140 mil cópias na primeira semana. Com 40 mil unidades em vinil. Whiteregistrou um recorde de vendas de vinil na primeira semana desde que essas estatísticas começaram a ser feitas em 1991. O disco foi indicado como Melhor Álbum de Música Alternativa, e “Lazaretto” indicada como Melhor Canção de Rock no prêmio Grammy de 2015, quando White ganhou como Melhor Performance de Rock. Com vendas de 87 mil unidades ao final de 2014, Lazaretto foi o LP em vinil mais comprado nos EUA naquele ano. Um marco no renascimento do formato, seu sucesso é prova definitiva de que o revival do vinil veio para ficar!

Gostou dessa história? Essa e outras do mundo do Vinil você encontra na nossa Livraria “Para ler enquanto escuta!”.

Comente aqui