Saia do Óbvio: Curta o som da América Latina!

Será que nós conhecemos a música que nossos hermanos produzem por aqui? Vamos viajar pela América em cinco clipes!

01 – Huye Hermano – Revolber

Revolber é uma banda de nosso vizinho Paraguai que foi formada em 1999, e segue na atividade fazendo muito som de fronteira e produzindo um material de conteúdo! Influenciados pelo show Woodstock 1999, e pelo álbum dos Beatles Revolver, a banda começou suas composições no fim da década de 90, e de lá pra cá vem mesclando o Espanhol, o Guarani – 2ª língua oficial do Paraguai, e o Português, já que um de seus integrantes é brasileiro. A música abaixo é trilha sonora do filme & Cajas.

02- Palomo del Comalito – Lila Downs

Trazendo o sul do México para a tela, Lila Downs retrata em uma belíssima cumbia as mulheres preparadoras tradicionais de tortillas (!!!), um dos alimentos principais da culinária popular mexicana. No clipe é retratado também a religiosidade e a crença do povo num futuro melhor. A introdução traz um trecho de uma canção tradicional no idioma náhuatl.

03 – Pal Norte – Calle 13 & Orishas

Uma das músicas mais emblemáticas da banda, e com um clipe simplesmente maravilhoso! É um fabuloso encontro entre dois grupos de rap da América Latina:O duo porto-riquenho Calle 13 e o grupo Cubano Orishas gravaram conjuntamente a canção Pal Norte, que fala da imigração dos latinos rumo ao norte, enfrentando os desafios, como o deserto na fronteira com os Estados Unidos. O clipe, porém, foi gravado Jujuy, província do norte da Argentina, e mostra as belas paisagens e a cultura indígena local.

4- De Donde Vengo Yo – ChocQuibTown

Jovens do pacífico colombiano criaram o ChocQuibTown, um grupo que fusiona diversos ritmos como rap, funk, rock e ritmos da costa. O nome do grupo é um verdadeiro tributo ao local de origem dos artistas: Quibdó, capital do departamento de Chocó.

05 -Alerta que Camina – Evelyn Cornejo

A cantora chilena Evelyn Cornejo lembra em Alerta que Camina o legado do libertador Simón Bolívar pela independência da América Latina. Ela traz para os dias atuais letras e imagens que ressaltam a repressão e a resistência no campo e na cidade, mostrando a luta dos indígenas mapuches em defesa de seu território e dos estudantes.

Comente aqui