Os mistérios de Magical Mystery Tour.

Com certeza você já assistiu ao filme dos Beatles Magical Mystery Tour. O disco é uma produção incrível, com canções que transbordam criatividade… Foi tanta criatividade que ela chega a sair de controle, resultando num filme pra lá de nonsense e viajado.

Em setembro de 1967, os Beatles se reuniram para decidir o próximo trabalho, e acabam acatando a ideia de Paul McCartney para um novo filme. Em 05 de setembro começam também a gravação de “I Am the Walrus”.

Paul McCartney havia pensado no projeto de um filme voltado para a TV: A ideia era colocar os Beatles dentro de um ônibus com várias outras pessoas desconhecidas, em uma viagem pelo interior da Inglaterra; enquanto tudo era filmado praticamente sem um roteiro. Durante esse passeio, considerado “mágico e misterioso” , algumas músicas dos Beatles seriam apresentadas.

O filme recebeu muitas críticas em sua estréia, o que fez com que a sua segunda exibição fosse adiada. A crítica e o público apontaram o exagero de piadas internas na produção, a falta de um enredo que ligasse o filme à trilha sonora também desagradou os fãs. Além disso, o filme foi exibido em branco e preto, apesar de ter sido filmado colorido. Era a primeira vez que os Beatles recebiam duras críticas.

Na época, ele foi considerado um fracasso, porém, a trilha sonora mantinha os Beatles em alta. A qualidade do som provava que a banda ainda era a mesma!

Para o filme, 6 músicas foram compostas, sendo 4 de Lennon e McCartney, 1 de George e o primeiro instrumental lançado pela banda, composto pelos quatro. As canções mostravam ainda uma continuação do experimentalismo de “Sgt. Pepper’s”, dando continuidade à fase psicodélica dos Beatles.

 

 

 

Comente aqui