Por que você ama Novos Baianos?

O que te leva a amar uma banda? Ou melhor… O que te leva a amar Novos Baianos? Conta pra gente os motivos de você ser amor da cabeça aos pés!

É Ferro Na Boneca – 1970

ferro na bonecaJá parou para pensar sobre o primeiro álbum da banda? De quando ainda eram um quarteto? “É Ferro na Boneca” ainda não traz as referências do samba e demais estilos brasileiros que vamos nos acostumando a ouvir nos próximos discos… Mas esse é um dos fatores que desperta o amor por esse primeiro trabalho: Ele é tão bom quanto os próximos, e nos permite sentir as evoluções que vão chegando, além do fato de sua principal referência no momento ser o Rock Psicodélico. Não tem como não gostar!
Ao ouvir o disco você pode se perguntar: E de onde vem esse toque forte de brasilidade desse álbum? A resposta é fácil, Novos Baianos tem forte influência da Tropicália, que estava em seu auge.

Esse é um bom motivo para amar?

Acabou Chorare – 1972

acabou chorarePara muitos a resposta do “Por que amar Novos Baianos?” é “Acabou Chorare”! Esse é o seu motivo também?
Com certeza esse é o disco mais conhecido da banda, e foi lançado dois anos depois do álbum de estréia.  Ele registra a evolução musical e a personalidade dos Novos Baianos. O Rock e as guitarras continuam presentes, mas, agora sob a influência de João Gilberto, o samba e tantos outros ritmos brasileiros passam a fazer parte da vida e da música do grupo, o que resulta nesse maravilhoso álbum.
Em 2007 “Acabou Chorare” ficou em primeiro lugar na Lista dos 100 maiores discos da Música Brasileira feita pela revista Rolling Stone.

É ou não é um motivo gigante para amar?

Novos Baianos F.C. 1973

novos baianos fcNovos Baianos F.C é o terceiro álbum da banda, e foi lançado em 1973. (Para quem aqui escreve, esse disco é o motivo para amar Novos Baianos! Música, futebol e uma dose de loucura!)
Nessa época eles viviam em um sítio em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Por morarem em um local com espaço suficiente para um campo de futebol, o que poderia soar como distração ou desvio do foco musical, serviu na verdade como inspiração para a banda, e resultou em um grande disco. Não tirar proveito da dobradinha futebol + música só tem uma explicação: Só se não for brasileiro nessa hora.

Novos Baianos somado ao futebol. É esse um bom motivo para amar?

Novos Baianos – 1974

novos baianosNo embalo de Acabou Chorare e Novos Baianos F.C., “Novos Baianos”, que traz o nome da banda, foi gravado em 1974 e é o quarto disco do grupo e o último com Moraes Moreira no time.
Também conhecido como “Linguagem do Alunte”, o disco tem essa referência graças à sexta faixa que traz um neologismo com muito significado e conteúdo. Essa palavra que dispensa explicação é assim como o disco, ambos estão “pra lá de alucinação”. É a síntese desse todo que é pra lá de complexo.
Pra acompanhar a temática temos a faixa instrumental “Miragem” e a retomada futebolística do disco anterior com “Os Reis da Bola”.

Quer um motivo para amar “Linguagem do Alunte”? Nós te damos!

Vamos pro Mundo – 1974

Em 1974, o grupo Novos Baianos lançava seu quinto álbum de estúdio, “Vamos Pro Mundo”, e o segundo do ano. O disco segue no ritmo original que consagrou o grupo, misturando sonoridades regionais, à MPB e ao rock and roll. O disco faz um convite que só quem ama o faz: Vamos pro mundo?
“Vamos pro Mundo” traz 11 músicas, e ainda, infelizmente, que Moraes Moreira não tenha participado das gravações do álbum, ele assina grande parte das canções. Pepeu Gomes, Galvão e Jorginho também são autores de algumas das faixas do disco. Entre elas estão “Escorrega Sebosa”, “Um Bilhete pra Didi” e a versão para “Na Cadência do Samba” (Paulo Gesta / Ataulpho Alves / Matilde Alves).

Cair nessa cadência do mundo! Motivo para amar?

 

Agora, ter todas essas obras disponíveis em Vinil. Esse é ou não é um grande motivo para amar?

 

Comente aqui