Discos Que Você Precisa Conhecer! São Paulo: Brasil

Historiadores e críticos dizem que o jazz rock nasceu em 1969, no dia do lançamento do mega clássico Bitches Brew, de Miles Davis. Na verdade o rock’n’roll já vinha se apoderando e abusando dos elementos jazzísticos há um bom tempo, buscando manter sua evolução estética e mercadológica. Por isso, nada mais justo que o jazz desse o troco.

Essa vertente da música pop se expandiu na década de 70. Os álbuns do Return to Forever, Mahavishnu Orchestra, Herbie Hancock, Billy Cobhan, Al Dimeola, Santana, Larry Coryell, Stanley Clark e muitos outros, levaram a proposta de Miles adiante e passaram a estimular a imaginação daqueles que buscavam alternativas de harmonia, ritmo e sonoridade.

São Paulo • Brasil, de Cesar Camargo Mariano & Cia, é um dos poucos discos da cena tupiniquim que na época, dialogaram diretamente com a música que o jazz rock produziu. Importante destacar também que naquele momento, Cesar era um de nossos principais tecladistas, ávido pelas inovações técnologicas do instrumento, condição sine qua non para a prática do gênero.

Lembro-me como se fosse ontem do show que assisti em setembro de 1977, no Ginasio do Ibirapuera, em Sampa: o 1° Concerto Latino Americano de Rock com os argentinos Nito Mestre Y Los Desconocidos de Siempre e Crucis. Do lado nacional estavam Arnaldo Batista & Patrulha do Espaço, O Terço e claro, Cesar & Cia.

A performance elétrica do quinteto paulistano de Cesar, com temas instrumentais que procuravam retratar a vida na metrópole, tiveram grande impacto sobre todos que estavam ali – enxergamos outras possibilidades para a música pop brasileira.

No dia seguinte saí correndo para comprar o LP, que insistiu em não abandonar o prato de meu toca discos durante meses. Eu já tocava bateria e a pancada do incrível Dudu Portes e os tibres que emanavam do Fender Rhodes e dos sintetizadores de César me trouxeram muita inspiração.

Outro aspecto que me fascinava era sonoridade de São Paulo.Brasil – eram raros os discos prensados aqui que tinham som, peso e volume tão bons quanto dos importados. Pouco depois descobri que essa banda, que normalmente acompanhava Elis Regina, sabia gravar discos como poucos.

Certamente será deleite revisitar esse clássico do jazz rock brasileiro em vinil,  remasterizado especialmente para esta edição.

Release Sony Music por Charles Gavin, Abril de 2016.

Comente aqui