Ronnie Von e sua tremenda Anarquia! Relançamentos em Vinil.

Ao ouvir Espelhos Quebrados, de Ronnie Von, a primeira lembrança, com a introdução da música, foi a cena de Tommy quebrando o espelho e tornando-se livre na ópera Rock de Pete Townshend. O pedido é: “See me, feel me, touch me, heal me”. Esse também pode ter sido um dos pedidos do Príncipe, querendo ter sua obra ouvida e compreendida.
Em julho desse ano Ronnie Von completou seu 72º aniversário e a bagagem desses anos todos são lembranças de um aviador psicodélico mal compreendido e interpretado. Mas o que isso significa? Significa que ele era um “mauricinho” mimado querendo aparecer? Ou seria então um transgressor da high society? É o avô da Tropicália? Pai do psicodelismo tupiniquim? Ou um revolucionário do rock sessentista? Como saber? Nem mesmo o príncipe sabia!
Mas uma certeza ele tinha, e esta se consagrava quando batia de frente com a Jovem Guarda e a MPB. Era a vontade de fazer algo diferente, e essa acabou sendo a chave de seu fracasso e de seu sucesso. Sucesso pessoal, fracasso de vendas.

Leia também: Meio Século de Mutantes.

Morrer de tédio e sozinho?
Aos 21 anos, Ronnie sobe pela primeira vez ao palco, era um show cover de Beatles. Foi quando João Araújo, dono de gravadora, o descobriu.
E nesse ponto se iniciam os choques entre Ronnie e todos aqueles ao seu redor. A família desaprovava a “promíscua” vida de cantor. A MPB repugnava sua guitarra, contrabaixo, teclado, origem social e “alienação”, e a Jovem Guarda, com seu romantismo piegas, não compreendia os voos pretendidos por ele.
E no meio disso tudo estava Ronnie, perdido, sem saber ao certo como atingir a “Eleanor Rigby” de sua vida. Sua única certeza era não querer morrer com o tédio da tradição de um banquinho e um violão.

Silvia, 20 horas, Domingo!
Um encontro marcado com Silvia, comigo, com você, com os anos 2000. Essa é a vingança de Ronnie Von.
A ironia do destino foi a descoberta de uma psicodelia rejeitada, a valorização do álbum quebrado, a alta da moeda Ronnie Von, o disco agora raro, cult e precioso.
Sua vingança, na verdade, é como um quadro de Salvador Dalí, surreal, como ele mesmo planejou na sua realeza dos anos 1960!

Para saber mais sobre essa história, você pode assistir ao documentário: Quando eramos príncipes.

Os discos de Ronnie Von tornaram-se verdadeiros tesouros e relíquias. Mas agora eles estão mais fáceis de serem encontrados e apreciados. A Bilesky Discos tem em estoque três LPS do cantor, todos novos e lacrados. Confira!

Ronnie Von – 1969

ronnie von

A Misteriosa Luta contra o Reino de Parassempre contra o Império de Nunca Mais.  – 1969

reino do parassempre

A Máquina Voadora – 1969

maquina voadora

Banners_variados-08

Comente aqui